quarta-feira, 4 de maio de 2011

O Mundo Sensorial


Reação Sensorial Exagerada

           Crianças que tem reações exageradas respondem às mensagens sensoriais com mais intensidade, velocidade e por mais tempo que as crianças cujas reações são adequadas. A reação exagerada pode acontecer com um dos sentidos ou uma combinação de dois ou mais sentidos.

Sinais de alerta
-              A criança parece agressiva ou impulsiva quando incomodada pela estimulação sensorial;
-              A criança fica irritada, manhosa ou de mal humor quando exposta a algumas estimulações sensoriais.
-              Se a criança se incomoda com:
                       texturas peludas ou muito ásperas (roupa de lã, pelo de animal);
                       barro ou chiclete nas mãos;
                       engatinhando ou caminhando descalça numa almofada com objetos ou sobre a grama;
                       sentir migalhas dentro da boca;
                       cortar as unhas ou o cabelo;
                       cheiro de perfume ou produtos de higiene;
                       várias texturas de comida;
                       ouvir barulho de fundo enquanto se concentra;
                       ruído em restaurante, centro comercial ou ginásio;
                       barulhos altos ou inesperados como as sirenes de emergência ou campanhias da escola;
                       brincar com o equipamento do pátio, como os escorregadores ou gangorras;
                       luzes fortes ou a luz do sol;
                       ficar de cabeça para baixo.


 Reação Sensorial Limitada
 Crianças que reagem pouco à estimulação sensorial apresentam pouca resposta a informação que requer a situação, levam mais tempo para reagir e precisam de mais mensagens sensoriais, relativamente intensas ou demoradas, para que tenham uma resposta ou ação.


 Sinais de Alerta
-              A criança não chora quando se machuca gravemente;
-              Não percebe quando alguém lhe toca;
-              Não gosta de fazer novas atividades físicas (jogos físicos);
-              Levou tempo e/ou não parece ter interesse em aprender como se vestir ou comer sozinho;
-              Passa muito tempo sem se dar conta do que acontece à sua volta; não escuta quando chamam seu nome;
-              Passa muito tempo sem perceber as sensações do corpo, como sentir fome, frio ou calor;
-              Não percebe que precisa ir ao banheiro;
-              Não usa suas mãos para fazer alguma atividade sem olhar para elas;
-              Não se dá conta de cheiros fortes;
-              Não percebe quando há comida ou líquido em seus lábios;
-              Se a criança parece
                       passiva, quieta, retraída
                       com dificuldade de se relacionar socialmente
                       facilmente perdida em um mundo de fantasia
                       apática ou facilmente esgotada
                       lenta para responder a comandos ou para terminar tarefas
                       que não deseja se envolver ou explorar as coisas.


Procura Sensorial
Uma criança com desejo de experiências sensoriais que ativamente busca sensações, sendo que de modo socialmente inadequado.


Sinais de alerta
-              Em constante movimento;
-              Gosta de bater, saltar, brincar e jogar agressivamente;
-              Demonstra grande preferência a dar voltas e girar;
-              Constantemente toca objetos e toca ou se aperta contra as pessoas;
-              Corre riscos excessivos em suas brincadeiras, como subir em árvores, pular de lugares altos;
-              Cria situações que parecem perigosas;
-              Aumenta o volume da televisão e do rádio;
-              Procura oportunidades para sentir vibrações, como ficando ao lado de um amplificador;
-              Frequentemente tem fixação visual por determinado objeto;
-              Frequentemente lambe, chupa ou morde coisas não comestíveis;
-              Não consegue permanecer sentado em uma cadeira;
-              Cheira ou prova os objetos enquanto brinca com eles;
-              parece bravo ou explosivo quando é solicitado que fique quieto ou que pare o que está fazendo;
-              É difícil de ser acalmado;
-              É carinhoso fisicamente.

Um comentário:

Eunice Moreira Alves disse...

Onde podemos buscar atendimento para nosso filho no Rio de Janeiro?